Promoção de Portugal no estrangeiro com cerca de 700 acções em 2018

Partilha nas tuas Redes Sociais e Ajuda nos a divulgar este site

A promoção da marca Portugal decorrerá em cerca de 700 acções em 2018, informou hoje o secretário de Estado da Internacionalização, Eurico Brilhante Dias, que anunciou ainda quatro novos grupos de trabalho.
“No próximo ano, entre os projectos desenvolvidos pelas associações e o projecto da AICEP – Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal-, o país terá pouco mais de 700 acções, que serão desenvolvidas num conjunto alargado de mercados”, precisou o governante, após a reunião do Conselho Estratégico de Internacionalização da Economia, presidida pelo primeiro-ministro, António Costa.

Além do destaque dos mercados europeus, Brilhante Dias exemplificou ainda as apostas nos Estados Unidos da América, México, Canadá e China.

Na última reunião do ano deste organismo esteve ainda em cima da mesa a resolução aprovada no Conselho de Ministros sobre o programa Internacionalizar, no qual foram “incorporadas propostas de alteração com origem nas associações empresariais”. No total foram apresentadas 121 propostas de alteração e foram “acolhidas praticamente 90%”, acrescentou.

Aos jornalistas, o secretário de Estado referiu ter ainda sido estabelecido um “cronograma”.

Quanto aos grupos de trabalho, com elementos do Governo e das associações, os temas a tratar são “financiamento da internacionalização, custos de contexto da internacionalização, capacitação empresarial e trabalho, em conjunto, da marca Portugal e a articulação das acções de promoção externa”.

O governante recordou haver “seis eixos fundamentais” e 32 medidas do programa, referindo que na área do ‘Business e Intelligence’ foi proposta uma ferramenta para partilha de informação de mercado, e na capacitação empresarial foi definido um plano nacional.

No eixo da qualificação do território, Eurico Brilhante recordou o objectivo de se acolher mais eficientemente investimentos.

O secretário de Estado notou ainda a meta estabelecida para o sector exportador: “no médio prazo, na década que vem, Portugal tem que atingir 50% do peso das exportações no produto interno bruto”.

A próxima reunião do conselho será no final do primeiro trimestre de 2018, informou ainda.

Noticia – jornal de negócios


Partilha nas tuas Redes Sociais e Ajuda nos a divulgar este site

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: